Olá visitante Entrar
Olá visitante Entrar

UMA PALAVRA IMPORTANTE SOBRE: SANTIDADE NO NAMORO CRISTÃO!

por Junior Meireles quarta-feira, 26 de julho, 2017 51851 ARTIGOS, NAMORADOS, NOIVOS, SOLTEIROS

Todo cristão deve viver uma vida livre da hipocrisia. Lembrado que a linha que separa uma vida integra para uma farsa com aparência de integridade é tênue. Frequentadores de igrejas podem apresentar aparência de piedade e santificação e no fundo ser apenas aparência, visto que na convivência mais estreita de seus relacionamentos íntimos não são nada daquilo que demostram em público.

Sobre o tema integridade e hipocrisia, penso que o desafio dos casais de namorados cristãos é o de serem cuidadosos com a hipocrisia. Encenar uma vida espiritual, santa e casta em público quando está não é verdadeira na intimidade é perigoso! Nenhuma máscara dura pra sempre, o mesmo diabo que dirige a peça se encarrega de desnudar os artistas e expor cada um deles a vergonha.

Enganam-se aqueles que pensam que nunca serão descobertos frente a suas mentiras. Ananias e Safira tentaram a Deus, venderam suas terras e sorrateiramente encenaram um teatro mentiroso para enganar a Pedro e os demais discípulos, o fim deste casal, revela sobretudo, que podemos enganar ao homem, mas ninguém engana a Deus.

Como diria o autor Joan Chittster: “espiritualidade se resume em viver a vida comum extraordinariamente bem. Se não formos espirituais onde estamos e como somos, não somos absolutamente espirituais em nada.”

A santificação e o ser santo, tem sido confundido com ir a igreja e ter uma bíblia debaixo do braço, porém, essas coisas não fazem diferença sozinhas, precisamos nos esforçar para viver uma vida em santidade ainda que a Bíblia e a igreja sejam arrancadas de nós, precisamos demonstrar santidade em tudo, como diria Lutero: “Até mesmo um trabalho sujo e desagradável, como o de remover esterco ou lavar fraldas, é trabalho puro e santo se provier de um coração puro”.

A bíblia nos ordena a viver em santidade em toda a nossa maneira de viver: “como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver” [1 Pedro 1:15]. A santidade de um casal de namorados não é evidenciada pelas mãos que se levantam nos cultos, nas lagrimas derramadas no meio do louvor e muito menos pelas camisetas que usam. Ser santo é ter consciência de que Deus está em todos os lugares, inclusive, no momento em que pensamos estar sozinhos com a pessoa que amamos. Ser santo é ser incapaz [mesmo sendo capaz] de ser infiel a Deus durante o namoro, é ter o entendimento de que fomos comprados pelo sangue de Jesus e muito mais que levantar as mãos em um culto é retê-las para não tocar indevidamente o corpo de alguém por quem Cristo morreu.

Ser santo pode parecer um penoso estilo de vida, porém, ao longo da vida tenho visto que as lagrimas daqueles que choram por esperar em Deus é bem diferente das lagrimas daqueles que choram por terem precipitado. Se tem algo que aprendi nessa vida é que vale a pena viver em santidade, os santos, aqueles que entendem a vontade de Deus e vivem, desfrutarão de grandes recompensas, nessa terra e na eternidade.

“As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu,e não subiram ao coração do homem,são as que Deus preparou para os que o amam.” [1 Coríntios 2:9]

Decida viver em santidade!
Vale a pena …

Deixe seu comentário, ele é importante para nós!

***********

Para sua edificação. recomendo que lei este livro: 10 mandamentos do namoro com propósito – basta clicar aqui

Créditos: Imagem Pixabey