Olá visitante Entrar
Olá visitante Entrar

5 DICAS PARA QUEM QUER SE PREPARAR PARA UM RELACIONAMENTO!

por Junior Meireles terça-feira, 05 de setembro, 2017 129526 ARTIGOS, NAMORADOS, NOIVOS, SOLTEIROS

O que você faz enquanto espera o encontro com a pessoa com quem vai passar toda a sua vida? Alimenta expectativas? Fica idealizando momentos românticos? Sonhando acordado com aquele dia dos namorados inesquecível? Não sei o seu caso, mas muitos esperam nutrindo esse tipo de expectativa. Não que expectativas sejam ruins, um pouco de expectativa faz bem para a vida, porém, se apenas alimentarmos expectativas e não trabalharmos para que elas sejam realizadas, sofreremos ao vê-las se frustrarem.

Infelizmente este é o caso de milhões de pessoas ao redor do mundo que criaram expectativas, não se prepararam para vivê-las e se frustraram. Será que essas pessoas estão fazendo a coisa certa e mesmo assim estão se ferindo ou existe algo a ser feito para evitar sofrer na vida sentimental? É isso que quero compartilhar com você hoje. Seguem dicas práticas para quem não namora, mas quer se preparar.

Dica 1 – Torne-se pleno em Deus!

Um erro comum que as pessoas cometem é pensar que alguma coisa nesta terra poderá torná-las completas, felizes e realmente satisfeitas. Conheço pessoas [e você também conhece], que viviam pensando que só seriam felizes quando encontrassem o amor de suas vidas, ironicamente, quando encontraram não conseguiram alcançar a tão esperada felicidade. Porque isso acontece? A resposta é simples e estranha: nós não somos daqui, portanto, não existe nada nesta terra que pode satisfazer completamente os anseios mais íntimos do nosso ser. Temos momentos de felicidade, alegria e satisfação, mas são apenas momentos.

A verdade é que nós ansiamos ardentemente por plenitude, plenitude que só encontramos em Deus e o erro acontece quando transferimos a responsabilidade e a possibilidade de nos fazer plenos para pessoas e coisas.

Iniciar um relacionamento sem que sua alma esteja satisfeita em Deus é o maior erro que você pode cometer… pessoas insatisfeitas esmagam o outro com suas exigências, expectativas e necessidades. São excessivamente carentes, dependentes emocionais e não conseguem ver quando o outro está fazendo seu melhor para agradar.

Dica 2 – Aprenda com os acertos dos outros!

Sei que vivemos tempos difíceis no que diz respeito a “exemplo” no relacionamento amoroso. Muitos [inclusive cristãos] estão fazendo a coisa de qualquer jeito, brincando com a santificação, com o coração dos outros, ferindo e sendo feridos. Porém, não podemos nos concentrar apenas nessas pessoas e nos esquecermos que existem outras pessoas que são bons exemplos.

Permita-me ousar falar como o Apóstolo Paulo: “sigam o meu exemplo”. Não tenho medo de apresentar meu relacionamento como um bom exemplo no que diz respeito a um namoro que deu certo, até porque, os frutos que cercam minha vida demonstram que eu fizemos a coisa certa. Afinal, como poderia eu falar sobre namoro se não fosse um exemplo? Seria incoerente não é? Portanto, deixe-me dizer o que eu e Michele fizemos e que pode dar certo para você:

Colocamos Deus em primeiro lugar. Não permitimos que nada fosse mais importante do que agradar a Deus. Quando a intimidade física nos distanciou da intimidade com Deus fomos capazes de renunciar os toques por um ano e oito meses até o dia do nosso casamento. Líamos a bíblia todos os dias. Orávamos. Comentávamos sobre o que tínhamos lido na bíblia. Lemos livros devocional para casais. Conversamos muito. Falamos sobre nossas expectativas nas mais diversas áreas da vida a dois. Frequentávamos a igreja juntos. Eramos envolvidos na obra de Deus e lutávamos para que o nosso namoro fosse para a glória de Deus.

Mire nos bons exemplos para se preparar para um futuro relacionamento. Descubra onde as pessoas acertaram e até onde é viável você reproduzir seus comportamentos.

Dica 3 – Aprenda com o erro dos outros!

Existe uma frase famosa que diz: “Todo mundo sabe exatamente como resolver os erros dos outros. Pena que os homens não podem trocar seus erros”. É verdade, não podemos trocar nossos erros, mas existe algo que podemos fazer e é observar onde outro está errando e evitar errar a todo custo. É muito mais sábio e prudente aprender com as quedas e feridas dos outros, do que ter que cair para aprender. Por isso, viva de forma responsável, avalie suas escolhas, ore e apresente seus planos a Deus. Não acredite na filosofia que diz que seus erros contribuíram mais para o seu bem do que seus acertos. Os erros ensinam sim, mas você seria uma pessoa melhor e mais realizada se tivesse acertado mais que errado. Tudo o que você puder fazer para não errar contribuirá para o seu bem.

Dica 4 – Faça uma analise sobre seus erros, manias e comportamentos!

O salmo 19:12 questiona: “Quem pode discernir os próprios erros”? Essa pergunta ecoa pelos séculos. As pessoas conseguem enxergar com facilidade o erro dos outros, mas ocultam seus próprios erros. Já percebeu a facilidade com que as pessoas descobrem nossos erros? Seus país, irmãos, parceiro, amigos e líderes podem enumerar muitos dos seus erros. E isso não é nada legal! Contudo, o que muitas vezes não nos damos conta é que nós também somos assim – possuímos mais facilidade para descobrir o erro do outro do que os nossos. É possível que uma pessoa se distraia analisando o erro dos outros ao ponto de esquecer seus próprios erros.

“Por que você se preocupa com o cisco no olho do seu amigo enquanto há um tronco no seu olho? Como pode dizer ao seu amigo: ‘Deixe-me ajudá-lo a tirar o cisco do de seu olho’, se não consegue ver o tronco em seu próprio olho? Hipócrita! Primeiro, livre-se do tronco em seu olho; então você verá o suficiente para tirar o cisco do olho do seu amigo”.  [Mateus 7:3-5 | Bíblia Nova Versão Transformadora].

O que quero dizer é que você também erra e não adianta ficar observando os erros dos outros para não reproduzi-los se você ainda não tratou seus próprios erros. Portanto, é importante que você faça uma analise sincera sobre seus comportamentos, manias e erros que são prejudiciais para a manutenção dos seus mais diversos relacionamentos e que também podem apresentar problemas em seu futuro relacionamento amoroso.

Dica 5 – Tenha bons critérios !

Quais são os critérios que tornam uma pessoa aprovada para você começar um namoro? Se o namoro é um tempo de preparo para o casamento, é importante preocupar-se com isso e ser bem criterioso na hora da escolha. Entretanto, nada adianta ter muitos critérios se eles não forem relevantes. Certa vez, em um dos congressos para solteiros, namorados e noivos que ministro pelo Brasil fiz uma pesquisa em relação as características que os jovens esperavam encontrar em alguém para iniciar um relacionamento, distribui algumas folhas e pedi que eles anotassem em ordem quais eram as 5 características mais importantes. Quando comecei a conferir os resultados fiquei muito decepcionado, percebi que mais de 90% deles tinham colocado coisas relacionadas a aparência entre a segunda e a terceira característica, alguns chegaram a colocar em primeiro lugar. Em algumas listas não apareciam termos como: caráter, honestidade, respeito, trabalhador, sincero, fiel e o que é pior, algumas listas não possuíam sequer uma referência a Deus.

Infelizmente, muitas pessoas começam relacionamentos baseadas na aparência. É um erro ser dirigido pelos olhos na busca de um parceiro. Já ouviu o ditado: “quem vê cara não vê coração!”? Pois é, ele é verdadeiro e tem sido provado nas matérias de jornais publicadas diariamente. Nunca se encante por uma pessoa baseando-se apenas na beleza ou naquilo que ela transmite. Mas também, não namore alguém que não possua um relacionamento sério com Deus, que não esteja esforçando para agradá-lo ou até mesmo que não dê importância para Ele. Antes de alguém conquistar você, certifique-se de que esta pessoa já conquistou o Senhor, tenha certeza que ela conhece Deus de verdade.

Conclusão:

É possível ser feliz na vida sentimental.  

Infelizmente, temos uma geração de pessoas frustradas em relação aos relacionamentos amorosos, não porque eles sejam ruins, mas por que fizeram a coisa do jeito errado. Os bons exemplos estão ai para podermos reproduzi-los, os maus exemplos nos servem de alerta. Com tantos exemplos de namoros, noivados e lares arruinados, não podemos nos dar o luxo de cometer os mesmos erros que eles cometeram. Precisamos construir nossa vida sobre a vontade de Deus para que diferente daquilo que tem acontecido com a maioria das pessoas, nossa casa, permaneça firme sobre a rocha e nossos sonhos sejam protegidos. Tome a decisão de construir um namoro, um noivado, um casamento e uma família para a glória de Deus, que se torne um exemplo para a próxima geração.

Espero ter te ajudado de alguma forma.

Não esqueça de deixar seu comentário!

Deus abençoe sua vida rica e abundantemente!

Em Cristo, Júnior Meireles

_______________________________

NOTAS DE RODAPÉ:

[1] IMAGEM: Site Pexel

_______________________________

SUGESTÃO: Conheça o livro: Deus une propósitos escrito pelo autor deste texto. Temos certeza que você será muito edificado. Para ir até o livro – clique aqui