Olá visitante Entrar
Olá visitante Entrar

A IMPORTÂNCIA DE SABER DAR ESPAÇO NO RELACIONAMENTO!

por Junior Meireles terça-feira, 19 de setembro, 2017 153555 ARTIGOS, CASADOS, NAMORADOS, NOIVOS, SOLTEIROS

Qual é sua visão de relacionamento perfeito? Relacionamento perfeito é aquele em que os dois fazem tudo juntos ou aquele em que os dois mantém suas vidas e fazem quase tudo separados? Existem pessoas e pessoas, com gostos e vontades diferentes, por isso, acredito que tem gente que  possuí preferência para relacionamentos que correspondem a estes dois perfis. É um erro? Se isso não atrapalha a relação, os dois conseguem levar a vida numa boa e se as atitudes individuais não ferem os princípios bíblicos não seria um erro, porém, não  é o perfil de relacionamento ou de casal que serve para mim.

PERFIS COMUNS DE CASAL: Basicamente existem três perfis comuns de casal:

1) cada um na sua: é o casal que preserva excessivamente a individualidade, possuem dias certos para ficarem juntos e na maioria das vezes fazem suas coisas sozinhos. Este é o tipo de pessoa que sai com os amigos, frequentam festas e até fazem viagem de férias com os amigos sem o parceiro. 2) grude: é o casal que não faz nada sozinho, perdem oportunidades quando um não pode estar junto, deixa de viajar com a família por causa do parceiro e quando não estão juntos por causa do trabalho ou escola, vivem conversando virtualmente. 3) parceiros: é o casal que faz muita coisa junto, mas que respeita os momentos de individualidade um do outro e um não permite que o outro perca uma oportunidade que proporcionará crescimento porque não pode estar junto.

TER ESPAÇO FAZ BEM: Eu acredito que o bom relacionamento (porque relacionamento não tem nada a ver com perfeição) se aproxima mais do terceiro perfil de casal: é aquele em que os dois desfrutam de tempo juntos, mas também preservam momentos de individualidade. Quando digo individualidade, não estou falando de tempo para sair com os amigos, frequentar festas sem o parceiro ou ficar indo para o futebol e deixar o parceira sozinha, mas refiro-me a tempo para ficar sozinho, curtir a si mesmo, ler um livro, ouvir uma música, orar, pensar e organizar a vida. Isto é fundamental para o ser humano como individuo, proporciona paz e consequentemente, faz um enorme bem para a relação, imagine que se uma pessoa estiver bem com as coisas dentro de si e consigo mesmo, a possibilidade de ficar bem com o parceiro é muito grande.

O PROBLEMA DO EXCESSO: O problema é que uma coisa que as pessoas quando estão apaixonadas não entendem é que uma hora ou outra todo mundo precisa do seu próprio espaço e para que um relacionamento não se torne uma coisa maçante é indispensável não defini-lo como a única prioridade na vida, se fizermos isto, acabaremos sacrificando nossa individualidade e todas as demais coisas para passar todo tempo que temos junto da outra pessoa. Isso não é prudente porque a sensação de autonomia é tão importante para o ser humano quanto a sensação de apego e por mais que seja bom estar ao lado de quem amamos, o excesso “pode” atrapalhar. Não apenas o excesso de proximidade, mas excesso de espaço também pode ser prejudicial.

A IMPORTÂNCIA DO EQUILÍBRIO: Por este motivo, para o bem do relacionamento é preciso ajustar as distâncias uns dos outros. É possível que alguém esteja em uma relação de tanta proximidade que acabe não tendo espaço para respirar ou pode ser que esteja em uma relação com tanta distância que acabe perdendo contato com o parceiro. Nos dois casos temos um erro que pode comprometer a felicidade do casal – o excesso. Portanto, o equilíbrio é muito importante, por isso, é necessário que os casais avaliem continuamente a distância que estão um do outro, se perto ou longe demais, e, se preciso, ajustem essa distância, seja ela emocional, social e muitas vezes, até fisicamente.

COMO SABER EM QUAIS ÁREAS PRECISAMOS DE ESPAÇO? Isso é muito simples, basta vocês conversarem. O diálogo é tão poderoso que se você e seu parceiro decidirem adotá-lo como prática em seu relacionamento, dificilmente existirá algum conflito que não serão capazes de resolver. Pergunte seu parceiro: existe alguma coisa que você gosta de fazer e não tem feito por causa do nosso relacionamento? Você gostaria de voltar a praticar essa coisa? O que podemos fazer para que isto seja possível?  Em seguida, passe a falar sobre o que você gostaria de fazer e não tem conseguido fazer, procurem um meio termo, tentem combinar um dia para que vocês possam viver suas vidas individualmente e fazer coisas que vocês gostam de fazer sem que seja necessário que o outro esteja presente. 

CONCLUSÃO: Ter espaço faz bem para o individuo e os reflexos de alguém que está bem consigo podem ser vistos no relacionamento. Estar ao lado de quem amamos e ter sua atenção é muito bom, mas ser sufocado pelo outro e dedicar todo o nosso tempo para ele ao ponto de sacrificar coisas que são importantes para nós não é prudente. A grande questão é o equilíbrio: não podemos estar longe e nem perto demais. É importante que um saiba respeitar o outro e discernir quando é momento de estar perto e quando é o momento de afastar. A solução para questão do espaço é a mesma para quase todos os conflitos de relacionamento: o diálogo, conversando é possível chegar em um acordo em que os dois saem ganhando.  Diga-me: Como você percebe a influência deste tema em seu relacionamento? O seu problema é espaço demais ou de menos? Fale sobre isto nos comentários, sua experiência pode ser fundamental para novos artigos sobre o tema.   

Espero ter te ajudado de alguma forma.

Não esqueça de deixar seu comentário!

Deus abençoe sua vida rica e abundantemente!

Em Cristo, Júnior Meireles

_______________________________

NOTAS DE RODAPÉ:

[1] IMAGEM: Site Pexel

_______________________________

SUGESTÃO: Conheça os livros: escritos pelo autor deste texto. Temos certeza que você será muito edificado. Para ir até os livros clique no nome deles: