Olá visitante Entrar
Olá visitante Entrar

NEM SEMPRE O FIM DE UM RELACIONAMENTO FOI LIVRAMENTO!

por Junior Meireles quinta-feira, 11 de janeiro, 2018 20131 ARTIGOS, CASADOS, NAMORADOS, NOIVOS, SOLTEIROS

Fala galeraaaa… Júnior Meireles aqui e hoje eu quero falar sobre essas desculpinhas que as pessoas dão a si mesmo, quando terminam um relacionamento. Mas, antes de ir ao tema quero recomendar para você o meu livro: como superar o fim de um relacionamento. Nele você vai descobrir atitudes práticas para se ver livre de relacionamentos que não deram certo e também vai aprender que Deus tem coisas muito boas para o nosso futuro. O melhor é que enviamos com FRETE GRÁTIS para todo Brasil. Vale muito a pena conferir. Para ir a página do livro é só clicar aqui.

_______________________

Vamos para o tema… dias atrás eu conversava com uma amiga que vou chamar de Susi sobre o fim do relacionamento dela. Eu a conheço há muito tempo e como temos uma boa amizade pude acompanhar bem de perto o relacionamento amoroso dela. Ela e o namorado que vou chamar de Mike, me procuravam sempre que precisavam de ajuda e eu dava conselhos para resolverem seus problemas. Só que de um tempo pra cá passei a encontrar Susi sempre sozinha. Algo incomum… afinal, onde ela estava Mike também estava ou estaria.

— Susi o Mike não vem lanchar com a gente? Perguntei.

— Não! Ele não vem! Na verdade nós não estamos mais juntos. Ela respondeu!

— Que pena Susi! Vocês formavam um belo casal. Caso você queria conversar estou a disposição. Eu disse.

— Que nada Júnior, nem foi término foi livramento. Ela respondeu!

Como somos amigos e temos liberdade um com o outro, me senti livre para ser honesto com ela, cheguei mais perto de modo que só ela pudesse ouvir e disse: é muito mais fácil dizer que o fim de um relacionamento foi livramento do que assumir onde erramos. Não é? Ela ficou vermelha igual a um tomate, olhou pra mim e disse: “você é muito chato sabia? Mas tem razão, eu errei muito”. Eu sabia que ela tinha errado… a conheço a anos, sei que tem um temperamento forte, manias às vezes insuportáveis e que quando coloca algo na cabeça só Deus para tirar. É por isso, que fiquei a vontade em dizer a verdade pra ela.

Agora, assim como Susi existem muitas pessoas perdendo bons relacionamento com pessoas muito legais, mas quando são perguntadas sobre o motivo dizem que “não foi perda… foi livramento”. Claro, eu acredito que em alguns casos realmente Deus  nos livra de algumas pessoas, mas nem sempre isso acontece. Muitas vezes, bons relacionamentos acabam por causa de erros nossos também. Ou será que você é um daqueles seres alienados que pensam que só os outros erram?

Quer um conselho? Vou te dar mais de um, ok?

CONSELHO 1 – VÊ SE DÁ UM TEMPO: Você não tem ideia do tanto de gente que tá com o coração igual álbum de figurinhas… todo marcado, cheio de lembranças e flash’s de seus relacionamentos antigos. Elas caíram no conto de que a dor de um amor se cura com outro amor. Por isso, quando terminam relacionamentos logo entram em outro. Essas pessoas nem dão tempo para juntar seus cacos, não esperam Deus curá-las e nem param para pensar no que aconteceu.

Penso que após o fim de um relacionamento é muito importante ter um tempo pra nós, pra Deus, pros amigos, para fazer coisas que a gente sempre gostou de fazer, para pensar e descobrir que tipo de pessoa devemos evitar  ou que tipo de pessoa devemos nos tornar. Por isso, se você terminou um relacionamento dê um tempo, respire, deixe Deus te curar e espere o tempo Dele para você começar um novo relacionamento.

Dar esse tempo vai ser fundamental para você conseguir colocar em prática os próximos conselhos. 

CONSELHO 2 – PARE DE DAR DESCULPAS: É mais fácil inventar um monte de situações, justificar nossos erros e colocar a culpa sempre no outro. Porém, essas não são atitudes de gente que deseja ser feliz na vida sentimental. Jesus é o modelo de pessoa que devemos buscar ao máximo nos parecer, Nele encontramos uma característica fundamental, cuja qual está entre as poucas características que Ele mesmo disse: “aprendam de mim” – essa característica é a humildade. Embora Ele seja Rei dos reis se fez Servo humilde e sofredor. Para que um relacionamento dê certo precisamos aprender a ser humildes como Jesus. Seja humilde o suficiente para reconhecer seus erros e pedir perdão. É possível que isso não faça diferença nenhuma em relação aos seus relacionamentos antigo, mas se você aprender a ser humilde como Jesus, certamente, não terá problemas em admitir seus erros em relacionamentos futuro. E isso vai contribuir para a saúde do seu novo relacionamento. 

CONSELHO 3 – RECONHEÇA QUE VOCÊ TAMBÉM ERRA: Na verdade… você quer mesmo saber a verdade? todo relacionamento que acaba… acaba por erro das duas partes… ninguém acerta sozinho ou erra sozinho quando falamos de algo que envolve duas ou mais pessoas. Claro, o erro de um não justifica o erro do outro, mas relacionamento é uma via de mão dupla e se ele chegou ao fim é porque existiram erros dos dois lados. 

CONSELHO 4 – RECONHEÇA ONDE VOCÊ ERROU: Algumas pessoas reclamam que seus relacionamentos sempre terminam pelo mesmo motivo. E isso, demonstra claramente que elas precisam mudar. Pense comigo, a mesma pessoa termina relacionamentos com mais de uma pessoa pelo mesmo motivo em quem está o erro? Em todos os outros ou na pessoa? Na pessoa é claro!

Eu sei, você pode estar perguntando: “mas e se a pessoa terminou vários relacionamentos porque foi traída por pessoas diferentes o erro está nela?” Então, ninguém tem culpa pela falta de caráter de outra pessoa. Quem traí demonstra não ter caráter. Porém,  embora eu já tenha dito que “o erro de um não justifica o erro do outro”, não podemos negar que algumas vezes sim, pessoas são traídas por causa de seus erros – não são atenciosas, dão liberdade demais para o outro, são frias e não são tão presentes. Agora, se ela foi  traída em todos os seus  relacionamentos está claro que ela tem procurando  relacionamos em lugares errados ou que possui um gosto para pessoas com um perfil ruim.

CONSELHO 5 – MUDE: Reconhecer e assumir nossos erros ao fim de um relacionamento é o melhor caminho para não cometê-los novamente. Contudo, precisamos decidir firmemente a lutar contra nossos hábitos e manias. Você não pode repetir sempre os mesmos erros. Até porque, como diz uma frase que comummente atribuem a Albert Einstein: “é insanidade esperar resultados diferentes fazendo sempre as mesmas coisas”. Se você realmente deseja ser feliz em sua vida sentimental, precisa estudar seus relacionamentos antigo, perceber onde errou, o que contribuiu para o fim dele, o que você precisa mudar e o que pode ser evitado para que não aconteça a mesma coisa novamente. 

CONCLUSÃO: Algumas vezes foi sim, um livramento. Conheço casos de pessoas que receberam um grande livramento de Deus com o fim de um relacionamento, mas em alguns casos, como no caso de Susi e Mike não foi livramento. O relacionamento deles enfrentava alguns problemas, mas nada que não pudesse ser resolvido. Contudo, foram as manias de Susi e seu temperamento forte que desgastou a relação. Felizmente, ela aprendeu, reconheceu seu erro e está disposta a mudar. Mike até me disse que pensa em dar outra chance pra ela. Porém, isso nem sempre dá certo. Você não pode esperar seu relacionamento dar ruim para mudar. Deve mudar hoje para ele não dar ruim. E quanto aos relacionamentos passados… pare de dar desculpas, nem sempre é livramento… às vezes, fomos nós que erramos mesmo, somos nós que precisamos melhorar, ser menos chatos, menos exigentes e aprender a perdoar mais!

Pense nisto!

Espero que você tenha gostado… se gostou role para baixo e deixe um comentário para nós.  Ahhh e não se esqueça… quando você compartilha textos como este você ajuda as pessoas a conhecerem a cultura do Reino de Deus para relacionamentos. Vamos transformar o mundo juntos… compartilhe!

_______________________________

SUGESTÃO:

Conheça os livros: escritos pelo autor deste texto. Temos certeza que você será muito edificado, para ir até os livros clique no nome deles:

 CRÉDITOS IMAGEM: PEXELS