Olá visitante Entrar
Olá visitante Entrar

NAMORO COM PROPÓSITO A HISTÓRIA – PARTE 1

por Junior Meireles segunda-feira, 17 de outubro, 2016 58251 ARTIGOS, NAMORADOS, NOTÍCIAS NCP

Júnior era um cara legal que despertava sentimentos ambíguos nas pessoas; quem o amava, tinha motivos para amá-lo, mas quem o odiava, também tinha motivos para odiá-lo. Seus amigos queriam sempre estar perto dele e por ser organizador de shows de rock na cidade, seu prestigio era grande entre os adeptos do movimento, principalmente entre as garotas, e isso fazia com que dificilmente ele voltasse para casa sem a companhia de uma garota. Os amigos se surpreendiam, pois as garotas que todos desejavam ele conseguia.

De uns tempos pra cá alguma coisa aconteceu, Júnior andava meio quieto demais, só que ninguém percebeu, ele estava com um sorriso estranho quando marcou o Freak Show 3 a despedida, a despedida? Sim, era o que o cartaz apresentava e o carro de som anunciava nas ruas de Caratinga/MG. Para a cidade seria mais um horripilante show dos “garotos de preto” como eram conhecidos os adeptos do Rock, para os jovens “undergrounds” seria mais um show para curtir, mas para seu organizador, este seria o último.

Júnior não estava nada bem, ele enfrentava uma falência profissional fruto do último show que havia realizado, seus pais estavam separando após a descoberta de uma traição, sua relação com os irmãos não era nada amistosa e seu namoro que mais durara até aquele momento terminou como todos os outros depois de embriagado ter falado um monte de coisas para a namorada.

Por vários dias desde o fatídico Freak show 2, Júnior ficava trancado em seu quarto e levantava apenas para tomar seus remédios antedepressivos acompanhado por quase um litro de conhaque, depois voltava para cama e ficava lá dia e noite ouvindo as músicas dos CDs de sua banda preferida – Legião Urbana.

Seus “amigos” insistiram tanto para ele levar o projeto do show adiante que ele decidiu atendê-los, mas aquele evento não seria como os outros, a começar por seu titulo, Júnior acionou ao nome do evento a palavra “despedida”, ninguém entendeu, muitos questionaram, mas ele não disse nada a ninguém, a não ser para Deus: “Deus, eu sempre ouvi falar que o Senhor tem um propósito em minha vida, mas eu não creio mais nisso, vou para esse show, vou me drogar ao extremo, beber muito e fazer tudo o que eu puder para morrer, se por algum motivo eu sobreviver, volto para a igreja”.

O desafio estava lançado, de acordo com o contrato do evento, Júnior teria um valor disponível por cada pessoa que entrasse e poderia usar este valor no bar se quisesse – ele quis, nunca bebeu tanto, além disso, passou por todas as rodas em que drogas estavam sendo usadas: maconha, craque, pó e tudo o que lhe ofereciam – após ter sido flagrado tendo relação sexual com uma garota na piscina do clube que era reservada apenas para ele e seus amigos quase foi expulso do próprio evento. Mas o pior, ainda estava por vir …

No auge da loucura Júnior ficou possesso por um demônio em meio ao show, não era para menos, ele estava envolvido com coisa muito pesada, envolveu-se com wicca, bruxaria, espiritismo e iniciou uma experiência com o satanismo, até neste momento tudo dava certo para ele, porém, em meio a todas essas crises, não restavam dúvidas, ele estava sendo cobrado.

Felizmente, no meio do show de Rock havia uma banda de Rock cristão [Vermes de Israel] que sempre tocava nos eventos sobre o pretexto de evangelizar e quando viram-no remexendo, babando, rosnando e gritando foram logo colocando as mãos sobre ele, orando e expulsando o demônio, naquele momento todo o efeito da droga e do álcool passou, como se quem tivesse ingerido toda a substancia tivesse sido o espírito maligno e não ele.

O resultado foi que ele voltou para casa vivo e deveria cumprir a promessa que fez para Deus. No outro dia, ele disse para sua mãe: “mãe, vou sair de casa e procurar uma igreja, não aguento mais minha vida, quero que Deus fale comigo lá e se ele não falar volto para casa apenas dentro de um caixão”. Neste momento, sua mãe foi orar e ele vestiu sua melhor roupa para se encontrar com Deus, imagine o perfil: cabelo grande, barba enorme, alargadores nas orelhas, pircengs nas duas sobrancelhas, três pircengs nos lábios, um pirceng em cada bochecha, calça rasgada, correntes, coturno, uma blusa de capuz com um demônio desenhado nas costas escrito “dança da morte”! Uma cena sinistra, digna de atores de filmes que passam na sexta feira 13.

Foi assim que ele decidiu enfrentar seu medo de ser rejeitado e foi a igreja, quando chegou lá foi muito estranho, era meio que festa estranha com gente esquisita, tinha muito tempo que ele não via tanta gente aparentemente normal juntas e para sua surpresa, mesmo com seu estilo assustador, foi muito bem recebido, algumas pessoas vieram cumprimentá-lo, chamaram-no para sentar junto, mas ele queria ficar sozinho, por isso sentou-se em uma fileira vazia próximo da porta pois ali ficaria mais fácil sair se quisesse, mas foi por pouco tempo, de repente um rapaz e uma moça se assentaram do lado dele, um de um lado e outro do outro bloqueando a possibilidade de ir embora facilmente.

O culto começou e o pastor começou a cantar a música restitui do ministério apascentar de Nova Iguaçu, a letra daquela música alcançava o intimo do coração dele, era tudo o que ele precisava naquele momento – restituição, porém, ele estava muito relutante e em lagrimas disse para Deus: Senhor eu não quero uma música, quero algo incontestável, quero ouvir a sua voz de modo singular, usa alguém para fala comigo”.

Quando ele encerrou sua oração o rapaz que estava assentado ao seu lado chamou-o e disse: “Deus manda te dizer que Ele tem um propósito em sua vida, que você não vai morrer até que este propósito se cumpra e que você pode tentar, mas não vai conseguir, sabe por quê? Por causa do propósito de Deus e porque tem uma mulher ajoelhada na beira da cama dela orando por você agora”. Era Deus falando, o rapaz não conhecia Júnior e não sabia do que havia acontecido em sua casa.

Ao final do culto, quando Júnior estava saindo veio ao seu encontro uma bailarina patricinha para cumprimentá-lo, como ela fazia parte do ministério de dança da igreja, estava vestida com uma roupa um pouco diferente, tão diferente que parecia um dos vestidos da famosa personagem da turma do Chaves – a Chiquinha, como ele não entendia muito bem aquilo e por achá-la muito estranha saiu, sem pegar a mão dela, deixando-a no vácuo.

Quando voltava para casa após ter parado em um local solitário para meditar em tudo o que havia acontecido no culto, passou perto de uma lanchonete, aquele rapaz que tinha orado por ele estava lá e ao vê-lo passar gritou: “ei Junior, que bom que você foi a igreja hoje, volta mais, lá tem culto na terça, quinta, sábado e domingo”, quando ele estava terminando de falar a “Chiquinha” disse: “Volta mesmo”. Foi ai que ele a reconheceu, olhou para ela, linda, vestida com roupas normais e se encantou.

A partir deste dia uma série de coisas estranhas começaram a acontecer. “Chiquinha” que não era mais “Chiquinha” começou a surgir na frente do Júnior em lugares completamente diferentes, eram aqueles encontros do “acaso” (hoje ele sabe que eram propósitos de Deus e não acaso), ele estava em algum lugar e de repente lá estava ela. E esses encontros foram gerando algo diferente nele, foi ai que um sentimento diferente de tudo o que ele sentiu até aquele momento surgiu, em todo o tempo de sua vida ele nunca esteve em desvantagem para nenhuma garota, mas agora, sua falta de educação frente aquela garota tão sensível, educada e cristã – de quem ele passou a gostar, demonstrava aparente desvantagem.

Ele estava enlouquecendo porque gostava dela, mas tinha sido mal educado e agora não sabia como se aproximar, como conversar e se ao menos teria alguma chance de desenvolver algum tipo de relacionamento com ela. Porém, ele estava decidido a encontrar um meio de se desculpar e tentar conquistá-la e você sabe o que ele fez? Isso certamente é uma história a ser contada na próxima parte deste testemunho.

Siga o Júnior Meireles em seu perfil do Facebook e acompanhe toda a história, basta clicar sobre o nome dele em vermelho para ser redirecionado. Até mais …

______________________________

PS: Deixe seu comentário…ele é super importante pra nós!!! 🙂

LEIA TAMBÉM: Namore alguém que queira casar com você, seu tempo é precioso demais para ser perdido com quem não pensa em casamento.

CONHEÇA O LIVRO: Casamento começa no namoro

CRÉDITOS NA IMAGEM: HJ-STORY