Olá visitante Entrar
Olá visitante Entrar

QUANDO SEU CORAÇÃO ESTIVER ENTREGUE A DEUS, ELE VAI DESPERTAR O AMOR NELE NA HORA CERTA E PELA PESSOA CERTA!

por Israel Felipe Favato sexta-feira, 13 de janeiro, 2017 46252 ARTIGOS, NAMORADOS, NOIVOS, SOLTEIROS, VIDA CRISTÃ

Algo comum ao ser humano é estabelecer metas, uma busca por algo que dê sentido a vida e nos motive. Se formos disciplinados, após estabelecer uma meta teremos foco e cada passo será dado na direção do que buscamos, isso nos aproximará do nosso objetivo. Sabe o que o ser humano busca? A maioria de nós busca duas coisas: paz e felicidade. E muitas vezes confundimos essas coisas com satisfação imediata de tudo o que desejamos.

O desejo de realização e satisfação que possuímos nos faz procurar um atalho, um caminho fácil e rápido para suprir nossa necessidades, muitas vezes esse caminho gera a satisfação da carne de forma pecaminosa. O pecado nada mais é que um atalho para coisas que possuem um tempo certo para desfrutarmos. Como sabemos os frutos da carne representam a corrupção do bem que Deus preparou para nós. Corrupção é o mesmo que adulteração das características originais de algo. Permitir ser contaminado ou ceder a pressão de caminhar pelo caminho mais rápido para o desejo e a satisfação é plantar no terreno da carne e veja o que a bíblia diz:

“Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna.” [Gálatas 6:8]

Uma das bênçãos de Deus que sofre maior ataque do diabo e ele tenta corromper por meio do pecado é o relacionamento amoroso. Ter um relacionamento é um daqueles planos bons, perfeitos e agradável de Deus para nós. Como nossa carne quer o agora, procuramos paz e felicidade em muitas coisas; e um desses objetos são os relacionamentos.

Relacionamento pode ser considerado um objeto?

Sim.

Quando usamos os relacionamentos para suprir uma carência no corpo ou na alma, de forma egocêntrica tomando atitudes e decisões que se referem essencialmente a nós mesmos  ele pode ser visto como um objeto. E o que é pior quando a prioridade em um relacionamento é apenas nossa satisfação, consciente ou inconscientemente, acabamos por usar pessoas para suprir nossas necessidades. Este definitivamente não é o propósito de Deus para o relacionamento. Deus une duas pessoas não para que elas busquem a satisfação própria, mas para que elas se ajudem, auxiliem e se tornem melhores. Basicamente, em um relacionamento meu interesse não deve estar no que me faz bem, mas naquilo que faz bem ao outro.

Deus deseja a nossa felicidade, mas seu propósito é sermos alegres. Felicidade é uma emoção, um abalo de sentimentos afetivo ou moral.  Para a felicidade é necessário que tudo esteja acontecendo da maneira como desejamos. Deus não nos chamou para viver em picos de felicidade, mas para sermos alegres! A alegria é um estado, o ato ou efeito de sentir, estar alegre! Sendo gerado do interior e pode ser mantido em todo tempo, mesmo quando as circunstâncias não estão boas. Pessoas alegres não perdem a alegria em momentos difíceis, elas sabem de onde vem o sustento delas! E algo que tenho visto com frequência é as pessoas colocarem sua felicidade em alguém, como se elas dependessem de ter alguém do lado para serem felizes. Pessoas alegres jamais colocam sua alegria em outras pessoas ou relacionamentos. A fonte de alegria delas é somente uma: DEUS!

Deus deseja um relacionamento com cada um de nós, não só amplo como em profundidade. Ele é suficiente para nos tornar alegres e deseja que eu e você possamos chegar a essa conclusão. E olha que interessante, quando seu coração estiver totalmente entregue a Deus, Ele vai despertar o amor nele na hora certa e pela pessoa certa. Deus fará você amar alguém que O ama, sonha o que Deus sonha e que é quem Deus quer que ela seja. E o que Deus une Ele sustenta pela fé. Fé não é crer, fé é confiar em Deus e nos seus cuidados usufruindo da prosperidade de Deus: ausência de necessidade em todas as áreas.

“Que Deus seja a tua morada, e tu a morada de Deus! Porque Deus permanece em ti, tu permaneces em Deus. Deus permanece em ti para te sustentar. Tu permaneces em Deus para não caíres”. (Agostinho)

Uma prova de que amamos a Deus é quando Ele está em um patamar mais elevado e prioritário em relação ao nosso amor próprio. Quando buscamos nos satisfazer fora do tempo de Deus e contra a vontade de Deus demonstramos que não O amamos como Ele merece, mas amamos nós mesmos, visto que nossa satisfação é mais importante que a dEle. Amar a Deus é guardar os mandamentos no coração e praticá-los. É tornamo-nos seus imitadores. Só quando estivermos totalmente supridos em Deus seremos capazes de nos relacionar com a motivação certa e da maneira correta com outro alguém. Do contrário, viveremos guiados por nossas carências, priorizaremos nossos desejos e não seremos capazes de suprir as necessidades do outro. Lembra do texto de Gálatas? Agir assim é planar na carne e quem planta na carne colhe na carne. A colheita de atitudes assim é o fim do relacionamento, o outro ficará tão esgotado com nosso egoismo que não será capaz de permanecer ao nosso lado. Se nossa felicidade estiver nessa pessoa o que será de nós?

Meu conselho é: coloque sua alegria em Deus, desenvolva um relacionamento profundo com Ele de forma que todas as suas necessidades sejam supridas neste relacionamento. Ame a Deus, conheça o verdadeiro amor e deixe Deus ser Senhor em sua vida, deixe que Ele te mostre o tempo e a pessoa certa para desenvolver um relacionamento.

Deixe seu comentário, ele é muito importante pra nós! 😀

__________________________

LEIA TAMBÉM: NÃO FAÇA SEXO COM QUEM VOCÊ AINDA NÃO PODE CHAMAR DE SEU!

___________________

PROMOÇÃO: KIT COM DOIS LIVROS: Casamento começa no namoro e Deus une propósitos 

De R$ 59,80 Por R$ 42,00

com frete grátis para o Brasil