A Regra De Ouro Dos Namoros Bem-Sucedidos

Você já tentou listar todos os diferentes conselhos sobre namoro que ouviu de outros cristãos? Deixe-me lhe contar alguns que eu já ouvi durante minha vida:
 
— Não namore por mais de um ano.
— Não fique sozinho com a pessoa.
— Certifique-se de ter bastante tempo para conversar.
— Não beije antes de se casar.
— Coloque limites claros no namoro.
— Não tente seguir as regras dos outros.
— Cuidado com o tempo que passam juntos.
 
Não saia com ninguém até que você esteja pronto para se casar com essa pessoa. Eu poderia continuar, e se você faz parte de qualquer tipo de comunidade cristã, provavelmente também pode. Porém, vivemos no tempo da pluralidade de ideias e se você for procurar na internet conselhos sobre namoro, também encontrará não cristãos falando sobre o assunto e quase sempre, eles estão dizendo o oposto do que é dito na Bíblia ou por criadores de conteúdo cristão.

A Pluralidade De Ideias

“Os bereanos eram mais nobres do que os de Tessalônica, pois receberam a palavra com toda a avidez, examinando as Escrituras todos os dias para ver se as coisas eram, de fato, assim”. (Atos 17.11)
 
Mesmo no meio de cristãos que seguem Jesus, leem a mesma Bíblia e almejam a aliança do casamento, existem conselhos diversos sobre namoro. E no mundo, é aí que coisa se complica. Hoje, mais do que nunca, enfrentamos um interminável bufê de opiniões e conselhos sobre tudo e ainda podemos escolher a resposta que desejamos.
 
Não teremos problemas para encontrar uma resposta (ou uma dúzia de respostas) para qualquer uma de nossas perguntas sobre relacionamento. E a realidade assustadora é que podemos encontrar uma resposta em algum lugar para justificar o que queremos fazer – certo ou errado, seguro ou inseguro, sábio ou insensato.
 

Cuidado Com As Confirmações Da Internet

“Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele são os caminhos da morte”. (Provérbios 14:12)
 
Para muitos de nós, se formos honestos, realmente não importa quem está oferecendo o conselho, desde que confirme o que pensamos ou queríamos em primeiro lugar.
 
Achamos que estamos sendo direcionados por Deus à medida que vemos alguma publicação na internet, mas frequentemente estamos apenas nos rendendo aos nossos próprios desejos e ignorância.
 
Eu sei que podemos encontrar muitos conteúdos edificantes de bons cristãos na internet, mas não podemos pegar esses conselhos e vestir em nós, somos pessoas diferentes e a maneira como Deus lida com determinada pessoa, não é a mesma maneira como vai lidar conosco.
 
Desta forma, é muito mais importante buscar conselhos em pessoas que você conhece, que conhecem você, sua história e que podem acompanhar você no dia a dia.
 

Precisamos Nos Rodear De Bons Conselheiros

“Não havendo sábios conselhos, o povo cai, mas na multidão de conselhos há segurança”. (Provérbios 11:14)
 
Ao longo de mais de uma década aconselhando casais de namorados, descobri que a regra de ouro do namoro é esta: estar perto das pessoas que te conhecem bem, que te amam e que podem te orientar e mostrar quando você estiver errando.
 
Não é a primeira regra, porque em absolutamente todas as áreas da vida – cada decisão, cada chamado, cada relacionamento, cada sonho – devemos começar com o que pensamos e sentimos sobre Deus.
 
Porém, além desta regra importante para tudo na vida – isto é, amar a Deus acima de tudo, descobri que a “regra de ouro” do namoro é ter pessoas que nos amam para nos mostrar o caminho do acerto e nos alertar sobre possíveis erros.
 
Essa regra faz a diferença entre relacionamentos cristãos saudáveis ​​e não saudáveis.
 
O segredo é confiar em outros cristãos que te conhecem, te amam e têm um histórico comprovado de lhe dizer quando você está cometendo um erro ou se afastando da vontade de Deus para você.
 

Não Troque O Conselho De Amizades Sinceras Pelo Conselho De Um Desconhecido Na Internet

Roboão rejeitou o conselho das autoridades de Israel, seguiu o conselho dos jovens e teve seu reino dividido. (1 Reis 12)
 
As amizades verdadeiras, com responsabilidade real na vida, pode não oferecer a mesma quantidade de informações ou conselhos que alguém na internet está oferecendo, e você nem sempre gostará do que ela tem a dizer, mas essas pessoas que estão próximas de você trarão uma nova dimensão crítica aos seus relacionamentos de namoro: elas conhecem você – seus pontos fortes e fracos, seus sucessos e fracassos, suas necessidades exclusivas.
 
Essas pessoas conhecem você como um pecador, e pecadores que nunca são confrontados ou frustrados por verdades inconvenientes são pecadores que se afastam de Deus.
 
A verdade é que todos nós precisamos de pessoas para nos aconselhar – na vida e no namoro – pessoas que realmente nos conheçam e nos amem, e que queiram o que é melhor para nós, mesmo quando não é o que queremos no momento.

Conclusão

“Ouça o sábio e cresça em prudência”. (Provérbios 1.5)
 
Deixar de se aconselhar com alguém que te conhece é como deixar de ouvir um médico que te examinou e sabe o que você está passando para se medicar com o atendente da loja de conveniência do posto de gasolina. É como sair comendo uma barra de chocolate no jantar e tomar aspirina com coca-cola.
 
Eu sei, o cara do posto de gasolina parece legal, fala coisas inteligentes e parece saber sobre tudo, mas o problema é que ele não conhece sua realidade e talvez, nunca vá conhecer. Por isso, deixar de ouvir quem te conhece para ouvir um estranho é abrir mão de uma perspectiva assertiva sobre você para ouvir algo genérico.

Júnior Meireles

Júnior Meireles

Júnior Meireles é casado com Michele Meireles, pai da Isabela e do Heitor, criador da mobilização nacional NAMORO COM PROPÓSITO, bacharel em teologia, escritor de nove livros para solteiros, namorados e noivos e atua como conselheiro de jovens desde o ano de 2007.

Gostou? Compartilhe:

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Deixe seu comentário:

Artigos Relacionados: